17 de setembro de 2017

Resenha | Procura-se Um Marido - Carina Rissi

Título: Procura-se Um Marido
Autor: Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 476
Ano: 2012

Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. 
Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. 
Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.
Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

10 de setembro de 2017

Lançamentos | Wishlist de Agosto

Heey!
Agosto chegou e com ele um dos lançamentos mais aguardados do ano! Então vem conferir a minha wishlist desse mês!

MR. ROMANCE - LEISA RAYVEN

Falando em livro mais aguardado, quem me acompanha sabe do meu amor por Leisa Rayven e suas obras, então quando fiquei sabendo que teríamos um novo lançamento da autora eu pirei! E finalmente Mr. Romance está chegando às livrarias, agora eu só preciso correr pra comprar o meu e me apaixonar por mais uma história da diva Leisa!

Editora: Globo Alt
Compre: Amazon
Sinopse: Max Riley pode fazer com que as fantasias mais incríveis ganhem vida: sob o alter-ego de Mr. Romance, ele pode ser um bilionário dominador, um bad boy inocente, um geek sexy ou qualquer outro homem que satisfaça os desejos das mulheres solitárias da alta sociedade de Nova York. No entanto, nada disso envolve sexo: são apenas encontros inesquecíveis. Intrigada com a lenda urbana de Mr. Romance, a jornalista Eden Tate está determinada a publicar uma matéria revelando sua identidade e suas artimanhas. Desesperado para proteger seu anonimato, Max desafia Eden a ter com ele três encontros: se ela não se apaixonar por ele, poderá publicar a matéria. Caso contrário, deverá esquecer a história. Eden não tem dúvidas de que conseguirá resistir a todos os falsos personagens de Mr. Romance, mas será que é seguro entrar no jogo do maior mentiroso de todos?

7 de setembro de 2017

Papo Musical | Playlist de Julho


Heey!
Sei que esse post está super atrasado, mas eu precisava vir compartilhar com vocês a minha Playlist de Julho, com os lançamentos mais legais e viciantes do mês. Primeiro vamos conhecer as minhas favoritas, o meu Top 4!

27 de agosto de 2017

Resenha | Maus - Art Spiegelman

Título: Maus
Autor: Art Spiegelman
Editora: Companhia das Letras / Quadrinhos na Cia
Páginas: 296
Ano: 2013

Maus ("rato", em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. O livro é considerado um clássico contemporâneo das histórias em quadrinhos. Foi publicado em duas partes, a primeira em 1986 e a segunda em 1991. No ano seguinte, o livro ganhou o prestigioso Prêmio Pulitzer de literatura. 

A obra é um sucesso estrondoso de público e de crítica. Desde que foi lançada, tem sido objeto de estudos e análises de especialistas de diversas áreas - história, literatura, artes e psicologia. Em nova tradução, o livro é agora relançado com as duas partes reunidas num só volume. 

Nas tiras, os judeus são desenhados como ratos e os nazistas ganham feições de gatos; poloneses não-judeus são porcos e americanos, cachorros. Esse recurso, aliado à ausência de cor dos quadrinhos, reflete o espírito do livro: trata-se de um relato incisivo e perturbador, que evidencia a brutalidade da catástrofe do Holocausto. 

Spiegelman, porém, evita o sentimentalismo e interrompe algumas vezes a narrativa para dar espaço a dúvidas e inquietações. É implacável com o protagonista, seu próprio pai, retratado como valoroso e destemido, mas também como sovina, racista e mesquinho. De vários pontos de vista, uma obra sem equivalente no universo dos quadrinhos e um relato histórico de valor inestimável.